Skip to main content

Bhagavad-gītā 1.21-22

Devanagari

अर्जुन उवाच
सेनयोरुभयोर्मध्ये रथं स्थापय मेऽच्युत ॥ १.२१ ॥
यावदेतान्निरिक्षेऽहं योद्‌धुकामानवस्थितान् ।
कैर्मया सह योद्धव्यमस्मिन्रणसमुद्यमे ॥ १.२२ ॥

Texto

arjuna uvāca
senayor ubhayor madhye
rathaṁ sthāpaya me ’cyuta
yāvad etān nirīkṣe ’haṁ
yoddhu-kāmān avasthitān
kair mayā saha yoddhavyam
asmin raṇa-samudyame

Sinônimos

arjunaḥ uvāca — Arjuna disse; senayoḥ — dos exércitos; ubhayoḥ — ambos; madhye — entre; ratham — a quadriga; sthāpaya — mantenha, por favor; me — minha; acyuta — ó infalível; yāvat — enquanto; etān — todos esses; nirīkṣe — possa ver; aham — eu; yoddhu-kāmān — desejando lutar; avasthitān — dispostos no campo de batalha; kaiḥ — com quem; mayā — por mim; saha — juntamente; yoddhavyam — tem-se de lutar; asmin — nesta; raṇa — luta; samudyame — na tentativa.

Tradução

Arjuna disse: Ó infalível, por favor, coloque minha quadriga entre os dois exércitos para que eu possa ver os aqui presentes, desejosos de lutar, e com quem devo me confrontar neste grande empreendimento bélico.

Comentário

Embora seja a Suprema Personalidade de Deus, por Sua misericórdia imotivada, o Senhor Kṛṣṇa estava ocupado no serviço a Seu amigo. Ele nunca fraqueja na Sua afeição por Seus devotos, e por isso Ele é aqui chamado de infalível. Como um quadrigário Ele tinha que cumprir as ordens de Arjuna, e como Ele não hesitou em agir assim, Ele é chamado de infalível. Apesar de ter aceitado a posição de quadrigário de Seu devoto, Sua posição suprema não ficou abalada. Em todas as circunstâncias, Ele é a Suprema Personalidade de Deus, Hṛṣīkeśa, o Senhor de todos os sentidos. A relação entre o Senhor e Seu servo é muito meiga e transcendental. O servo está sempre disposto a prestar serviço ao Senhor, e, da mesma forma, o Senhor vive procurando uma oportunidade de prestar algum serviço ao devoto. Ele sente mais prazer no fato de Seu devoto puro assumir a posição privilegiada na qual Lhe transmite ordens do que em ter Ele mesmo que dar as ordens. Como Ele é o amo, todos estão sob Suas ordens, e ninguém fica acima dEle para poder Lhe dar ordens. Mas quando Ele vê que um devoto puro transmite-Lhe ordens, Ele obtém prazer transcendental, embora infalivelmente Ele seja o senhor em todas as circunstâncias.

Como devoto puro do Senhor, Arjuna não tinha desejo de lutar com seus primos e irmãos, mas foi forçado a ir ao campo de batalha devido à obstinação de Duryodhana, que nunca se interessou por um acordo pacífico. Por isso, ele estava muito ansioso por ver quem eram as principais pessoas presentes no campo de batalha. Embora estivesse fora de cogitação a reconciliação no campo de batalha, ele queria vê-los de novo, e então saber o que é que eles seriam capazes de fazer para deflagrar uma guerra indesejada.