Skip to main content

Bhagavad-gītā 2.48

Devanagari

योगस्थः कुरु कर्माणि सङ्गं त्यक्त्वा धनंजय ।
सिद्ध्यसिद्ध्योः समो भूत्वा समत्वं योग उच्यते ॥ २.४८ ॥

Texto

yoga-sthaḥ kuru karmāṇi
saṅgaṁ tyaktvā dhanañ-jaya
siddhy-asiddhyoḥ samo bhūtvā
samatvaṁ yoga ucyate

Synonyms

yoga-sthaḥ—equilibrado; kuru—execute; karmāṇi—seus deveres; saṅgam—apego; tyaktvā—abandonando; dhanañjaya—ó Arjuna; siddhi-asiddhyoḥ—no sucesso e no fracasso; samaḥ—equilibrado; bhūtvā—tornando-se; samatvam—equanimidade; yogaḥyoga; ucyate—chama-se.

Translation

Desempenhe seu dever com equilíbrio, ó Arjuna, abandonando todo o apego a sucesso ou fracasso. Tal equanimidade chama-se yoga.

Purport

Kṛṣṇa diz a Arjuna que ele deve agir em yoga. E o que vem a ser yoga? Yoga significa concentrar a mente no Supremo, e controlar os sempre perturbadores sentidos. E quem é o Supremo? O Supremo é o Senhor. E porque Ele mesmo está dizendo a Arjuna que lute, Arjuna nada tem a ver com os resultados da luta. Ganho ou vitória são da alçada de Kṛṣṇa; Arjuna simplesmente é aconselhado a agir segundo a ordem de Kṛṣṇa. Seguir a ordem de Kṛṣṇa é a verdadeira yoga, e pratica-se isto no processo chamado consciência de Kṛṣṇa. É somente por meio da consciência de Kṛṣṇa que se pode abandonar o sentimento de propriedade. A pessoa deve tornar-se servo de Kṛṣṇa, ou servo do servo de Kṛṣṇa. Esta é a maneira correta de cumprir o dever em consciência de Kṛṣṇa, a única coisa que pode ajudar o indivíduo a agir em yoga.

Arjuna é kṣatriya e, como tal, participa da instituição varṇāśrama- dharma. Diz-se no Viṣṇu Purāṇa que, no varṇāśrama-dharma, tudo visa satisfazer a Viṣṇu. Ninguém deve satisfazer a si mesmo como é a regra no mundo material, mas todos devem satisfazer a Kṛṣṇa. Logo, quem não satisfaz a Kṛṣṇa não pode observar corretamente os princípios do varṇāśrama-dharma. De maneira indireta, Arjuna foi aconselhado a agir como Kṛṣṇa mandara que ele agisse.