Skip to main content

Bhagavad-gītā 2.44

Devanagari

भोगैश्वर्यप्रसक्तानां तयापहृतचेतसाम् ।
व्यवसायात्मिका बुद्धिः समाधौ न विधीयते ॥ २.४४ ॥

Texto

bhogaiśvarya-prasaktānāṁ
tayāpahṛta-cetasām
vyavasāyātmikā buddhiḥ
samādhau na vidhīyate

Synonyms

bhoga—ao gozo material; aiśvarya—e opulência; prasaktānām—para os que são apegados; tayā—por tais coisas; apahṛta-cetasām—confundidos na mente; vyavasāya-ātmikā—fixo na determinação; buddhiḥ—serviço devocional ao Senhor; samādhau—na mente controlada; na—nunca; vidhīyate—acontece.

Translation

Nas mentes daqueles que estão muito apegados à gratificação dos sentidos e à opulência material, e que se deixam confundir por estas coisas, não ocorre a determinação resoluta de prestar serviço devocional ao Senhor Supremo.

Purport

Samādhi quer dizer “mente fixa”. O dicionário védico, o Nirukti, diz que samyag ādhīyate ’sminn ātma-tattva-yāthātmyam: “Quando fixa para entender o eu, diz-se que a mente está em samādhi”. Samādhi nunca é possível para pessoas interessadas em satisfazer os sentidos materiais, nem para aqueles que se deixam confundir por essas coisas temporárias. O processo da energia material acaba condenando-os.